Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \04\UTC 2012

A tradição doceira, patrimônio imaterial brasileiro, ganhará seu espaço no Casarão 8 que abrigará o Museu do Doce. O prédio, que está em fase de restauração, será entregue à comunidade durante as comemorações dos 200 anos da cidade.

O Museu do Doce foi um pedido da comunidade doceira através da Associação dos Amigos do Museu do Doce e abraçada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) após o tombamento do Casarão 8. Com a compra do prédio, a UFPel também abraçou a iniciativa e passou a trabalhar no projeto, de forma interdisciplinar, reunindo vários cursos que poderão colaborar com a organização do Museu.

Em 2009, uma Comissão da Universidade passou a trabalhar em cima do projeto e em 2011 se uniu a Associação dando ao plano o mesmo referencial do Inventário Nacional de Referências Culturais – Produção de Doces Tradicionais Pelotenses aprovado pelo Iphan para ser inscrito no Livro dos Lugares, do Ministério da Cultura, momento que a tradição pelotense passou a ser patrimônio imaterial brasileiro.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Nóris Leal, o projeto do Museu é audacioso. “Estamos organizando o Museu de forma que a tradição do doce devolva para Pelotas o lugar de destaque que ela merece”, disse.

De acordo com a coordenadora, além do acervo que será emprestado pela comunidade doceira, o Museu contará com uma cozinha experimental. O local será utilizado para cursos que serão oferecidos para a comunidade. “A ideia é tornar o Museu sustentável, com a venda dos doces que serão produzidos no local”, informou.

Paralelo a exposição sobre a história e a produção do doce, outra área também terá o seu lugar no Casarão, a produção de artesanato voltado ao doce, para isso, será criado um atelier, com o objetivo de recuperar toda a produção artesanal que envolvia a produção doceira, como as pelotinas artesanais, toalhas e afins.

Anúncios

Read Full Post »