Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘História’ Category

por Ana Luisa F. Bezerra

No dia 25 de novembro, o professor de arqueologia da UFPel, Pedro Sanches, fez uma visita ao Casarão 8 com o objetivo de retirar alguns artefatos encontrados pelos funcionários que trabalham na obra. As peças que não fazem parte da construção são vestígios arqueológicos, como pedaços de louças, vidros e madeiras torneadas que testemunham o cotidiano das pessoas que viveram no casarão e no seu entorno.

O pedido para retirada das peças foi aprovado pelo diretor responsável pela Reserva Técnica que abriga o acervo do Casarão 8, na UFPel, e será inventariado e acervado. Antes disso, elas passarão por procedimentos de conservação nos laboratórios do curso de Conservação e Restauro e, no futuro, retornarão ao casarão como peças das exposições de longa e curta duração do Museu Arqueológico, que será ali implantado.

Além de professor de arqueologia nos cursos de Museologia e Conservação e Restauro, Pedro Sanches preside a comissão para implantação do Museu de Antropologia e Arqueologia de Pelotas nas dependências do Casarão 8.

Ana Luisa F. Bezerra é arquiteta e desenvolve o projeto de documentação da obra de restauração da Casa Nº 8 em Pelotas para o Iphan-RS.

Anúncios

Read Full Post »

Conter o processo de degradação do tradicional casarão localizado na praça Coronel Pedro Osório, esquina Barão de Butuy, foi o primeiro passo para a recuperação total do imóvel, adquirido pela Universidade Federal de Pelotas(UFPel) em dezembro de 2006 e considerado um dos cartões postais de Pelotas.

O restauro emergencial contemplou intervenções na estrutura do telhado, com a recomposição e reforço estrutural da cimalha, substituição de ripamento e da cama de telhas e confecção de novos rufos. Além disso, foram feitos outros reparos necessário como a recuperação das esquadrias, substituição e reforço do barroteamento do piso, recuperação da parte elétrica, revisão do sistema de drenagem do porão, imunização contra insetos e execução do fechamento provisório.

Read Full Post »


O reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), César Borges, recebeu no dia 7 de dezembro de 2006 do secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Jairo Jorge, a confirmação de compra do Casarão 8 juntamente com o antigo prédio do frigorífico Anglo que já sedia a reitoria e vários cursos da Universidade.

Na época, a instituição possuía 7,5 mil alunos de graduação e 1,5 mil de pós-graduação em 47 cursos. Com a ampliação, a UFPel passou a atender 15 mil alunos em mais de 90 cursos de graduação presenciais e 2 mil alunos nos programas de pós-graduação.

O Casarão 8 está em fase de restauro para a preservação deste importante patrimônio cultural pelotense e a adequação das instalações ao novo uso. O projeto de restauro definitivo mantém todas as características originais do prédio e foi aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional – Iphan, após longo período de análise.

Considerando o interesso público e científico, o Casarão sediará o Museu do Doce e o Museu da Antropologia e Arqueologia, além de uma sala de cinema, auditório, salas de exposição permanente, uma sala de exposição temporária, espaço para oficinas e ações educativas, um laboratório de conservação, setor administrativo, área de acolhimento e convivência e um local destinado para estudos e pesquisas.

Read Full Post »

A História

O Casarão 8 faz parte do conjunto arquitetônico tombado em 1977 pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional (IPHAN). Situado na Praça Coronel Pedro Osório esquina Rua Barão de Butuí, em Pelotas, o Casarão foi projetado e construído pelo arquiteto italiano José Izella Merotti, em 1878, autor também da capela da Santa Casa de Pelotas. O prédio foi construído para servir de residência da família do Conselheiro Francisco Antunes Maciel (segundo Barão de Cacequi), filho do tenente-coronel Eliseu Antunes Maciel, casado com Francisca de Castro Moreira (filha do Barão de Butuí).

No período de 1950 a 1973, o Casarão serviu para a instalação do Quartel General da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada de Pelotas. No ano de 1973, recebeu a unidade da Superintendência para o Desenvolvimento da Região Sul (SUDESUL), extinta em 1990. Em 1976, a Secretaria Municipal de Obras e Viação passou a ocupar o prédio até 1978, quando a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente passou a funcionar no local. Mais tarde o Casarão foi ocupado pela Cooperativa Habitacional dos Servidores Públicos Municipais.

O prédio faz parte do Patrimônio Histórico, formando um conjunto arquitetônico em estilo Neoclássico juntamente com o Casarão 2 e 6. O IPHAN considera o Casarão 8 o segundo mais belo patrimônio do País. Ganha destaque na obra a riqueza de elementos arquitetônicos da fachada com ornatos em estuque, balaústres e estátuas em faiança.

Detalhes Arquitetônicos

Construção de esquina com alicerces e paredes de alvenaria, sendo revestido externamente com reboco liso e bunha. O prédio possui duas entradas, lateral e frontal, localizadas em pequenos jardins e um porão alto com sacadas e platibanda mista, coroada por frontões curvos, vasos e estátuas.

Uma clarabóia de ferro com vidro colorido sobre um hall de distribuição do bloco de esquina ilumina a circulação que serve de distribuição para diversos compartimentos.

No interior, possui forros trabalhados em estuque com relevos em gesso. As varandas são decoradas e protegidas por lambrequins confeccionados em madeira.

Read Full Post »